01 setembro 2008

Programação de Setembro

Especial "ELEIÇÕES"

Antecipando o processo eleitoral que terá inicio no dia 5 de outubro, o Cineclube Consciência apresenta uma programação que busca a reflexão sobre esse processo democrático, levantando através dos filmes questões históricas, éticas e morais que ultrapassam o território nacional e dizem respeito a todos os indivíduos formadores da nossa sociedade.


06/09 - Jango
Como, quando e porque se depõe um presidente da República

Em 1984 a Campanha das "Diretas Já" mobilizou o Brasil: o povo, personalidades artísticas e políticas em todo país exigiam democracia.
Nessa época 2 obras expressam os anseios do povo brasileiro: o filme Jango, de Silvio Tendler, e uma das músicas de sua trilha sonora, Coração de Estudante, de Wagner Tiso e Milton Nascimento, que se tornou o hino das "Diretas Já".
Jango, narrado por José Wilker, foca a trajetória de João Goulart que, deposto pelo Golpe de 64, se tornou o único presidente brasileiro morto no exílio.
O filme visto por 1 milhão de pessoas, ganhou vários prêmios e está entre os documentários mais importantes do Brasil.

Direção: Silvio Tendler

Gênero: Documentário

País / ano : Brasil / 1984

Duração :117 min.


13/09 - Entreatos - Lula a 30 Dias do Poder

De 25 de setembro a 27 de outubro de 2002, a pequena equipe de Entreatos acompanhou de perto a campanha de Luís Inácio Lula da Silva à presidência da República. O filme revela os bastidores de um momento histórico através de material exclusivo, como conversas privadas, encontros familiares, reuniões estratégicas, telefonemas, traslados e gravação de programas eleitorais. Foram 240 horas de registro em vídeo. Todo material filmado era imediatamente guardado em cofres; nenhum fragmento foi divulgado até a finalização do filme, já em 2004. Na edição, os realizadores concentraram-se nas cenas mais reservadas da campanha, aquelas testemunhadas apenas pela equipe do filme.
Entreatos foi lançado nos cinemas junto com Peões, documentário em que Eduardo Coutinho retrata personagens que militaram com Lula nas greves do ABC, sem no entanto terem se tornado famosos. Os dois filmes se enriquecem mutuamente e formam um desenho inédito da história brasileira contemporânea.

Direção: João Moreira Salles

Gênero: Documentário

País/ Ano: Brasil/2004

Duração: 117 min.


20/09 - Crise é o nosso negócio

Crise é o nosso negócio narra uma dramática aliança entre política e marketing. Em seu primeiro filme, Rachel Boynton obtém uma visão impressionante da campanha de Gonzalo Sánchez de Lozada, o "Goni", à presidência da Bolívia em 2002, a partir do trabalho da empresa americana de consultoria de James Carville, famosa por conduzir Bill Clinton ao primeiro mandato na Casa Branca. Contratada para elaborar as estratégias eleitorais de Sánchez de Lozada, a empresa põe em prática técnicas agressivas de manipulação de opinião; o objetivo é reformar a imagem de Goni e virar o jogo na reta final das eleições. Bem-sucedidos, os estrategistas descobrirão, tarde demais, que seu êxito teve um preço alto. Crise é o nosso negócio estuda os riscos da simbiose entre ideologia e marketing para a consolidação da democracia numa nação à beira do colapso.

Direção: Rachel Boynton

Gênero: Documentário

País / Ano: EUA/2005

Duração: 87min


27/09 - O voto é secreto

Uma jovem iraniana, toda coberta de roupas típicas, é ajudada por um soldado a cuidar de uma urna num dia de eleição, numa região isolada do país. Eles passam por vários problemas para encontrar os eleitores e convencê-los a votar. Explica o diretor: "Não é uma fita realista, mas uma comédia do absurdo, uma representação surreal e satírica de um tema sócio-político". Ganhou o prêmio especial do "Júri" na "25ª Mostra Internacional de São Paulo", e quatro prêmios no "Festival de Veneza", incluindo "Melhor Diretor".

Diretor: Babak Payami

Gênero: Comédia

País / Ano: Irã / 2001

Duração: 100 min.

Um comentário:

Nilson Souza disse...

Será que teria como fazer uma reprise desses filmes aos domingos?

Seria ótimo, poderia levar algumas pessoas!

Muito obrigado!